Nasf de Bela Vista reúne dezenas de pessoas para palestra sobre Depressão

O evento foi realizado segunda-feira (18), na Câmara de Vereadores de Bela Vista de Goiás com a presença de dezenas de pessoas da área de saúde e populares em geral.

O Nasf de Bela Vista de Goiás realizou o evento com o tema Depressão, visando instruir e alertar o cidadão e cidadã sobre este que é um dos piores males do século passado e atual. A equipe do Nasf fez a abertura da reunião, que teve a participação de profissionais palestrantes que abordaram variados assuntos com o mesmo tema.

Antes de iniciar as palestras, Dayse Alves de Souza deu seu testemunho do sofrimento que é perder uma filha e não deixar se levar pela depressão.  O Psiquiatra, Dr. Adelman Filho falou o que é a depressão, suas causas e o que deve ser feito para ajudar quem sofre do mal. “A depressão é uma doença crônica, grave, mas, tem tratamento. Não é difícil perceber quando uma pessoa está começando a ter os males da depressão, o cidadão começa a ter dificuldades no seu dia com os afazeres, não quer sair de casa de medo ou preguiça em excesso”. Ainda de acordo com o médico psiquiatra, o auxílio com especialistas sempre tem resultados esperados e às vezes sem o uso de medicamentos. “Em uma parte considerável dos tratamentos, quando ainda no início, às vezes nem chega ao uso de medicamentos”, revela. Quando se opta pela medicação, é importante ressaltar que são remédios que não causam dependência e os efeitos colaterais são facilmente reversíveis. Segundo o psiquiatra, a depressão ao contrário do que muitos pensam, não é frescura. “Quando se tem alguém na família com os sintomas, não deixe de dar auxílio. Quando a doença atinge um estágio avançado nem se quer o remédio a pessoa lembra de tomar nas horas indicadas, quando tomam. É preciso muita conversa, muita paciência”, alerta.

 

O farmacêutico, Diogo Marçal mestre em medicamentos pela USP, diz que drogas lícitas como alguns tipos de medicamentos e o álcool, podem causar a depressão, caso sejam usados sem o acompanhamento médico em caso de medicamentos e o álcool consumido em excesso. Aos que já estão com a doença, o indicado é procurar orientação médica. Ao contrário do que alguns dizem, depressão não é loucura. “Não é nenhum sinal de loucura, procurar um médico especializado no tratamento da depressão”, frisou. A Psicóloga Gleide Albernaz em sua palestra deu dicas importantes de como o depressivo deve se cuidar. Para a psicóloga, o doente depressivo para alcançar uma vida mais confortável, tem que descobrir como gostar de se próprio.

 

Última atualização ( Qua, 31 de Agosto de 2016 09:13 )